Bula do Trofodermin (Antibiótico)

TrofoderminBula do Trofodermin®:
(acetato de clostebol/sulfato de neomicina)

 

PARTE I

 

IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO
Nome: Trofodermin®
Nome genérico: acetato de clostebol e sulfato de neomicina
Forma farmacêutica e apresentações:
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) creme dermatológico em
embalagem contendo 1 bisnaga de 30 g.
Trofodermin® creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga de 45 g + 8 aplicadores.

 

USO ADULTO.
Trofodermin® creme dermatológico: USO TÓPICO.
Trofodermin® creme vaginal: USO GINECOLÓGICO.

 

Composição:
Cada grama de Trofodermin® creme contém 5 mg de acetato de clostebol micronizado e 5
mg de sulfato de neomicina.
Excipientes: água deionizada, álcool cetílico, cetomacrogol 1000, essência de rosas,
lanolina, metilparabeno, óleo de silicone 200/350, óleo mineral, propilparabeno,
etilparabeno, álcool estearílico.

 

PARTE II
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) é um creme cicatrizante que
resulta de uma associação para uso local.
Trofodermin® – creme dermatológico é indicado no tratamento de erosões, lesões
ulcerativas da pele (úlceras de varizes, escaras de decúbito, úlceras traumáticas),
intertrigo, fissuras dos seios, fissuras anais, queimaduras, feridas infectadas, lesões
com cicatrização demorada e radiodermatites.
Trofodermin® – creme vaginal é indicado no tratamento de cervicites erosivas, após
cauterização do colo do útero, vaginites e cervicites pós-operatórias, vaginite
ulcerativa, vaginites e cervicites pós-aplicação de rádio, colpoperineorrafias,
mastectomias com dificuldade para cicatrização, vaginites e cervicites pós-parto,
episiorrafias e fissuras de mamilo.
A ação do medicamento inicia-se logo após a aplicação.
Trofodermin® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).
Manter a bisnaga devidamente tampada após o uso do medicamento.
O prazo de validade está indicado na embalagem externa do produto. Não use
medicamento com o prazo de validade vencido, pode ser perigoso para sua saúde.
Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o
seu término.
Trofodermin® é contra-indicado no tratamento de infecções mamárias em mulheres
que estejam amamentando.
Informe ao seu médico se estiver amamentando.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a
duração do tratamento. Para Trofodermin® – creme vaginal: vide “Instruções para
uso”.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Trofodermin® deve ser usado com cautela em pacientes com insuficiência renal.
É muito importante informar ao seu médico caso esteja usando outros medicamentos
antes do início ou durante o tratamento com Trofodermin®.
Informe ao seu médico o aparecimento de qualquer reação desagradável durante o
tratamento com Trofodermin®, tais como coceiras (pruridos) e erupções na pele (rash
cutâneo).
Trofodermin® é contra-indicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a
acetato de clostebol (ou outros derivados da testosterona), sulfato de neomicina ou a
qualquer componente da fórmula.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

 

NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER
PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

 

PARTE III
INFORMAÇOES TÉCNICAS
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) é um creme cicatrizante que
resulta de uma associação para uso local: um anabolizante amplamente utilizado na prática
clínica (clostebol) e um antibiótico de ação local (neomicina).
Trofodermin® exerce um efeito trófico-cicatrizante e proporciona uma diminuição acentuada
do período de cura das lesões cutâneas e cutâneo-mucosas. O clostebol utilizado
topicamente estimula, pela atividade anabolizante protéica, o processo de cura das lesões
ulcerativas e distróficas, cutâneas e mucosas.
Na associação de acetato de clostebol com sulfato de neomicina, o efeito trófico-cicatrizante
do esteróide se une à atividade do antibiótico, neomicina, necessária para o controle do
componente infeccioso que, freqüentemente, representa um fator que agrava e atrasa a
cura das lesões.
O excipiente do creme é dermófilo, provido de poder de penetração e difusão através da
epiderme. Também possui uma ação emoliente e um pH ótimo para a pele, não sendo
untuoso e não manchando.

 

INDICAÇÕES
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) – creme dermatológico é indicado
nos casos de erosões, lesões ulcerativas cutâneas (úlceras de varizes, escaras de decúbito,
úlceras traumáticas), intertrigo, fissuras dos seios, fissuras anais, queimaduras, feridas
infectadas, cicatrização demorada, radiodermatites.
Trofodermin® – creme vaginal é indicado nos casos de cervicites erosivas, após
cauterização do colo do útero, vaginites e cervicites pós-operatórias, vaginite ulcerativa,
vaginites e cervicites pós-aplicação de rádio, colpoperineorrafias, mastectomias com
dificuldade para cicatrização, vaginites e cervicites pós-parto, episiorrafias, fissuras de
mamilo.

 

CONTRA-INDICAÇÕES
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) é contra-indicado a
pacientes que apresentam hipersensibilidade a acetato de clostebol (ou outros
derivados da testosterona), sulfato de neomicina ou a qualquer componente da
fórmula. Trofodermin® é também contra-indicado em casos de infecções mamárias
em período de aleitamento.
ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) deve ser utilizado com cautela em
pacientes com insuficiência renal.

 

REAÇÕES ADVERSAS
Ainda não são conhecidas a intensidade e freqüência das reações adversas. Existem
relatos de ocorrência rara de prurido e rash cutâneo.

 

POSOLOGIA
Trofodermin® (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) creme dermatológico:
Aplicar uma fina camada de creme, 1-2 vezes ao dia, sobre a parte lesada, após a limpeza
da mesma.
Trofodermin® creme vaginal:
Aplicar um aplicador cheio de creme, 1-2 vezes ao dia.

 

INSTRUÇÕES PARA USO – CREME VAGINAL
1. Retire a tampa;
2. Fure o lacre da bisnaga com o fundo da tampa;
3. Retire o aplicador do invólucro e atarraxe-o firmemente no bico da bisnaga aberta;
4. Segure com firmeza a bisnaga e o aplicador encaixado e aperte a bisnaga suavemente
até que o êmbolo chegue ao topo. Retire o aplicador da bisnaga;
5. Aplicação: introduza cuidadosamente o aplicador carregado de creme na vagina, o mais
profundo possível, preferencialmente na posição horizontal (deitada) com as pernas
dobradas e empurre o êmbolo até esvaziar o aplicador.
PARTE IV
MS – 1.0216.0154
Farmacêutica Responsável: Raquel Oppermann – CRF-SP nº 36144
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Número do lote e data de fabricação: vide embalagem externa.
LABORATÓRIOS PFIZER LTDA.
Av. Monteiro Lobato, 2270
CEP 07190-001 – Guarulhos – SP
CNPJ nº 46.070.868/0001-69
Indústria Brasileira.
Fale Pfizer 0800-16-7575
www.pfizer.com.br
TRO01a