Bula do Melhoral Adulto (Analgésico)

Melhoral-AdultoBula do MELHORAL ADULTO:
8 comprimidos

Ácido Acetilsalicílico + Cafeína

Comprimido Adulto
Uso Oral

 

APRESENTAÇÃO :
Comprimidos simples disponíveis nas seguintes apresentações:
– Caixa contendo 3 ou 25 blísters com 8 comprimidos , ou caixas contendo 25 blísters com 4 comprimidos .

 

COMPOSIÇÃO :
Cada comprimido contém : Ácido Acetilsalicílico 500 mg; Cafeína 30 mg; excipientes q.s.

 

INFORMACÕES AO PACIENTE :
O medicamento deve ser mantido em local protegido do calor , da luz e da umidade, com a embalagem bem fechada.
Prazo de validade : 24 meses, à partir da data de fabricação, desde que atendidos os cuidados de conservação mencionados acima . Não deverá ser utilizado o produto com prazo de validade vencido, nem com as características físicas alteradas. Observar o prazo de validade do produto impresso na embalagem externa.
Informar ao médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento, assim como o aparecimento de qualquer reação desagradável como, por exemplo : zumbido, tonteira, acidez estomacal, reações cutâneas e outras atribuíveis ao medicamento.
O comprimido para ADULTO deve ser ingerido com quantidade suficiente de água para permitir a correta deglutição.

 

Evitar a ingestão concomitante de bebidas alcoólicas.

 

MELHORAL não deve ser utilizado por pacientes alérgicos ao ácido acetilsalicílico.
“TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.”
“NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.”
“SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR, NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.”
Manter o intervalo mínimo de 4 horas entre cada administração, não ultrapassar as doses estabelecidas na posologia sem prévia orientação médica.

 

INFORMAÇÃO TÉCNICA :
Ação esperada do medicamento
O ácido acetilsalicílico contido no MELHORAL é um conhecido agente antitérmico e analgésico. O efeito antitérmico decorre da ação depressora da droga sobre os centros reguladores da temperatura corporal,com consequente vasodilatação períférica. O efeito hipotensor que se segue é compensado por um mecanismo de vasoconstrição. Esta ação da droga se manifesta apenas no indivíduo febril. O efeito analgésico do ácido acetilsalicílico decorre da elevação do limiar doloroso, através de um mecanismo relacionado com o bloqueio periférico da bradicinina.
A cafeína, presente no comprimido para adulto tem a finalidade de exercer discreta ação estimuladora, complementando as ações analgésicas e antitérmicas do produto.

 

INDICAÇÕES :
Como analgésico e antitérmico, como medicação sintomática nas gripes e resfriados.

 

CONTRA INDICAÇÕES :
Sensibilidade aos Salicilatos.
O MELHORAL está contra-indicado para todos os pacientes com hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico. O ácido acetilsalicílico não deve ser empregado em pacientes predispostos a dispepsias ou sabidamente portadores de alguma lesão da mucosa gástrica. Seu emprego deve ser evitado nos pacientes portadores de lesão hepática grave, em hemofílicos e naqueles que estejam fazendo uso de anticoagulantes. A administração deve ser cautelosa nos pacientes com função renal comprometida particularmente nas crianças, e sempre que o paciente estiver desidratado. Não é recomendado o uso em crianças menores de 1 ano. Como ocorre com outros medicamentos, o MELHORAL é absolutamente contra indicado nos três primeiros meses de gestação e após esse período, somente deverá ser empregado em casos de absoluta necessidade e sob orientação médica.

 

ADVERTÊNCIAS :
O ácido acetilsalicílico, que devido a algumas de suas propriedades prolonga o tempo de coagulação sanguínea , não deve ser usado nos últimos três meses de gestação, exceto sob estrito acompanhamento médico, pois pode causar problemas no feto, ou complicações durante o parto. O mesmo cuidado deverá ser tomado em relação às mulheres que estejam amamentando.
Existem relatos sugerindo que o uso de ácido acetilsalicílico em crianças e adolescentes com febre devido a infecção viral, especialmente nas gripes ou catapora, pode causar uma doença séria, porém rara, chamada “Síndrome de Reye” . Por esta razão, estes pacientes não devem usar este medicamento antes de consultar um médico sobre a ” Síndrome de Reye “.

 

PRECAUÇÕES :
Não exceder a posologia recomendada na bula sem prévia orientação médica.
A eficácia do Ácido Acetilsalicílico na redução do ataque isquêmico transitório (TIA) em mulheres, ou o benefício do tratamento no derrame, em ambos os sexos , ainda não foram suficientemente comprovados.

 

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS :
Alguns efeitos do ácido acetilsalicílico no trato gastrintestinal podem ser potencializados pelo álcool. Pode ser aumentada a atividade dos anticoagulantes cumarínicos e a atividade hipoglicemiante das sulfoniluréias. Os anticoagulantes podem acentuar o efeito hemorrágico do ácido acetilsalicílico sobre a mucosa gástrica. O ácido acetilsalicílico diminui o efeito dos agentes uricosúricos como a probenecida e a sulfinpirazona. Barbitúricos e outros sedativos podem mascarar os sintomas respiratórios da superdosagem com ácido acetilsalicílico e tem sido relatado aumento da toxicidade daqueles.
A atividade do metotrexato pode estar marcadamente acentuada e sua toxicidade aumentada.

 

REAÇÕES ADVERSAS :
Embora pouco comuns, podem ocorrer casos de hipersensibilidade manifestada por asma, rinite, urticária e outras manifestações cutâneas.
O uso prolongado do ácido acetilsalicílico em altas doses tem sido associado com necrose papilar renal.

 

POSOLOGIA :
Melhoral Adulto
1 a 2 comprimidos de uma vez, deglutidos ou ministrados com água, podendo-se repetir a dose 4 horas após.

 

CONDUTA NA SUPERDOSAGEM :
Nos casos de intoxicação moderada, o esvaziamento do estômago por aspiração ou emesis , ou a lavagem gástrica com solução de bicarbonato a 5% serão normal-mente medidas suficientes.
Nos casos de intoxicação ( concentrações de salicilato acima de 500 mcg/ml de plasma em adultos e 300 mcg/ml em crianças ) deve-se realizar lavagem gástrica juntamente com diurese por infusão intravenosa de solução fisiológica com bicarbonato de sódio, ou Ringer – lactato , ou solução de dextrose.

 

Número do lote, prazo de validade e data de fabricação: veja embalagem externa.
Fabricado por: Sanofi Winthrop Farmacêutica Ltda
Av. Brasil, 22.155 – Rio de Janeiro – RJ
CGC nº 61.099.966/0007-08
Farm. Responsável : L. Mazieri Netto – CRF – RJ nº 6451
Propriedade de: The Sydney Ross Co.
Av. Comandante Guaranys – 447 – Rio de Janeiro – RJ
CGC nº 33.040.171.0001/01
Reg. M.S.: 0242.0040
Indústria Brasileira.