Bula do Gastrol (Antiácido)

GastrolBula do GASTROL®:
hidróxido de magnésio
carbonato de cálcio
hidróxido de alumínio

 

VIA ORAL
USO ADULTO
FÓRMULAS:
Pastilha:

 

Cada pastilha contém:
hidróxido de magnésio …………………………………………………..185,0 mg
carbonato de cálcio ……………………………………………………… 231,5 mg
hidróxido de alumínio …………………………………………………….178,0 mg
Excipientes…………………………q.s.p………………………………. ..1 pastilha

 

Suspensão oral:
Cada mL contém:
hidróxido de magnésio …………………………………………………. 125,0 mg
carbonato de cálcio ……………………………………………………….. 50,0 mg
hidróxido de alumínio……………………………………………………. 180,0 mg
Excipientes……………………………q.s.p……………………………………..1 mL

 

INFORMAÇÕES AO PACIENTE
AÇÃO ESPERADA DO MEDICAMENTO:
GASTROL® efervescente é uma associação de 3 compostos de ação antiácida,
indicados na redução da hiperacidez gástrica e no alívio da úlcera péptica.

 

CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO:
Conservar em local fresco e seco. Proteger da luz direta e umidade.

 

GRAVIDEZ E LACTAÇÃO:
“Este medicamento pode ser usado durante a gravidez, desde que sob prescrição
médica”.
“Informar seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após
seu término”.
“Informar ao médico se está amamentando”.

 

CUIDADOS DE ADMINISTRAÇÃO:
“Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a
duração do tratamento”.

 

REAÇÕES ADVERSAS:
Antiácidos contendo magnésio podem ter um efeito laxativo podendo causar
diarréias e cólicas, já antiácidos contendo alumínio podem causar constipação
podendo levar a obstrução intestinal. A mistura magnésio/alumínio contida nos
antiácidos é utilizada para evitar a alteração na função intestinal.
“Informe seu médico o aparecimento de reações indesejáveis”.

 

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Risco de automedicação

 

“NÃO TOME MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER

PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.”
“Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.”CONTRAINDICAÇÕES E PRECAUÇÕES:
Insuficiência renal. Tratamento simultâneo com aureomicina. Pacientes que
apresentem hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.
Para GASTROL sabor abacaxi e limão, favor observar a seguinte menção:
Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar
reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica,
especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

 

INFORMAÇÃO TÉCNICA

 

Características

 

O HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO possui excelente capacidade de neutralização e o íon
de magnésio é dificilmente absorvido.
Os sais de magnésio promovem um efeito laxativo que contrabalança a tendência
do hidróxido de alumínio causar constipação.

 

O CARBONATO DE CÁLCIO é utilizado como antiácido gástrico.
• É classificado como antiácido não sistêmico pelo fato de não produzir alcalose.
• Como ácido clorídrico no estômago, forma cloreto de cálcio e em seguida, reage
com bicarbonato de sódio no tubo intestinal formando o carbonato de cálcio. Por
ser antiácido efetivo, o carbonato de cálcio alivia a dor da úlcera gástrica e
duodenal, protegendo a mucosa do estômago e revelando maior atividade
antiácida. O emprego do carbonato de cálcio (revestido), confere ao produto
excelente textura e paladar, perfeitamente tolerados por pacientes que necessitam
usá-lo por períodos prolongados, possuindo ação demulcente.

 

O HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO é comprovadamente um dos mais efetivos
neutralizadores do ácido clorídrico.
• Por não ser absorvido, não ocasiona alcalose sistêmica a exemplo do que
acontece com algumas substâncias.
• Reage com o ácido clorídrico do estômago, neutralizando-o e formando o cloreto
de alumínio, o qual reage com as secreções alcalinas do intestino, produzindo sais
básicos de alumínio. Uma propriedade do hidróxido de alumínio, responsável por
parte da ação benéfica na úlcera péptica é a capacidade para inativar a pepsina do
suco gástrico.

 

Indicações
Como antiácido no tratamento sintomático da hiperacidez gástrica e suas
complicações na úlcera péptica.

 

Contraindicações
Insuficiência renal. Tratamento simultâneo com Aureomicina. Pacientes que
apresentem hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.
Precauções e Advertências
O hidróxido de magnésio, assim como outros sais de magnésio na presença de
insuficiência renal, pode causar depressão do sistema nervoso central. O hidróxido
de alumínio, na vigência de dietas hipofosforadas, pode provocar uma deficiência
de fósforo.
“Informe ao médico ou cirurgião dentista o aparecimento de reações indesejáveis.”
“Informe o médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro
medicamento.”Interações medicamentosas
Os antiácidos podem interagir com outros medicamentos pelo aumento do pH
gástrico alterando a desintegração, dissolução, solubilidade, ionização e tempo de
esvaziamento gástrico. A absorção de fármacos fracamente ácidos é diminuída,
resultando possivelmente em diminuição do efeito do fármaco (por exemplo:
digoxina, fenitoína, clorpromazina e isoniazida).
A absorção de fármacos fracamente básicos é aumentada resultando possivelmente
em toxicidade ou reações adversas (por ex: pseudoefedrina e levodopa). Os
antiácidos podem interagir também pela adsorção ou ligação aos fármacos em sua
superfície resultando em diminuição na biodisponibilidade (por ex: Tetraciclina). O
hidróxido de magnésio tem uma maior habilidade para absorver fármacos
enquanto o hidróxido de alumínio tem uma habilidade intermediária. Os antiácidos
podem diminuir o pH urinário afetando o nível de eliminação dos fármacos. O efeito
é a inibição da excreção de fármacos básicos (por ex: quinidina e anfetaminas) e
aumento da excreção de fármacos ácidos (por ex: salicilatos). As interações podem
ser minimizadas dando um intervalo entre 2 a 3 horas entre administração do
antiácido e a do outro medicamento. A absorção do hidróxido de alumínio no trato
gastrintestinal pode ser aumentada se este é administrado concomitantemente
com citratos ou ácidos ascórbicos. Desta forma pacientes com insuficiência renal
devem evitar o uso concomitante dessas substâncias com compostos de alumínio.

 

Reações adversas: Antiácidos contendo magnésio podem ter um efeito laxativo
podendo causar diarréia, já antiácidos contendo alumínio podem causar
constipação podendo levar a obstrução intestinal.
A mistura magnésio/alumínio contida nos antiácidos é utilizada para evitar a
alteração na função intestinal.

 

Posologia
Modo de usar: Via oral
Pastilha: 1 a 2 pastilhas ao dia ou a critério médico.
Suspensão oral: Uma a duas colheres das de sobremesa (10 a 20 mL) meia ou
uma hora após às refeições e à noite, ao deitar-se. A dosagem poderá ser
aumentada ou reduzida, de acordo com as necessidades em casos de úlceras
pépticas ou a critério médico.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas,
procure orientação médica ou se seu cirurgião dentista.

 

Não tome medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar,
observe o aspecto do medicamento.

 

Interrupção do tratamento
Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Reg. MS – 1.0404.0057
Farm. Resp: Christian Gregory Burgos de Menezes
CRF-SP nº 30.098
Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800 551066
Nº do lote, Data de Fabricação, Data de Validade: Vide cartucho.
LUPER INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA.
Av. Francisco Samuel Lucchesi Filho, 1039-A • Bragança Paulista – SP
CEP: 12929-600 • CNPJ: 61.299.111/0001-35 • INDÚSTRIA BRASILEIRA