Bula do Cicladol (Anti inflamatório)

CicladolBula do Cicladol® :
piroxicam betaciclodextrina

 

Formas Farmacêuticas e Apresentações:
Comprimidos: embalagens com 5 e 10 comprimidos.
Composição Completa:
Cada comprimido contém
Piroxicam ( na forma de piroxicam betaciclodextrina) ………………….. 20 mg
Excipentes qsp ……………………………………………………………………….. 1 comprimido
Excipentes: lactose, crospovidona, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício, amido,
esterarato de magnésio.

 

USO ADULTO

 

INFORMAÇÃO AO PACIENTE
Armazenamento: O medicamento deve ser mantido ao abrigo da umidade e calor em
temperatura ambiente.
Validade: O prazo de validade é de 24 meses.

 

NÃO USE MEDICAMENTOS COM PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.
Ação Esperada do Medicamento:
Apresenta rápida ação analgésica que se instala dentro de 30 a 40 minutos e é bem
tolerado pelos pacientes.

 

Cuidados na Administração:
Recomenda-se não administrar o medicamento para as gestantes e no período de
amamentação. Assim, se durante um tratamento com Cicladol® a paciente engravidar,
o médico deve ser informado.
Em geral, não são necessários cuidados especiais para a interrupção do tratamento.

 

Reações Desagradáveis:
São raras as reações ao medicamento. No entanto, a administração do produto pode
ocasionalmente provocar: náuseas, azia, dor no estômago, distensão gástrica e alergia
na pele. Nesse caso o médico deve ser informado.

 

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS
CRIANÇAS.

 

Precauções e Contra-Indicações:
Cicladol® não deve ser usado por pacientes sensíveis ao medicamento ou que
apresentem gastrite, úlcera do estômago ou duodeno, doenças graves do fígado, rins,
pressão sangüínea elevada, insuficiência cardíaca, tendência a sangramento e reações
alérgicas a antiinflamatórios.
Informe ao médico quais os medicamentos que está utilizando. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

 

INFORMAÇÃO TÉCNICA
Mecanismo de Ação:
Cicladol® é uma nova formulação do piroxicam, na qual a substância ativa forma um
complexo com a β-ciclodextrina. A β-ciclodextrina é um oligossacarídeo cíclico obtido
através de hidrólise e conversão enzimática do amido e, graças à estrutura química
especial que apresenta, pode formar complexos de inclusão com vários fármacos,
melhorando as características de solubilidade, estabilidade e biodisponibilidade.
O complexo piroxicam β-ciclodextrina é altamente hidrossolúvel e proporciona rápida
absorção do piroxicam após administração oral e retal. A melhor solubilidade permite
uma rápida elevação dos níveis plasmáticos e a obtenção de valores de pico mais
precoces e, com isso, maior intensidade do efeito analgésico e antiinflamatório.
Cicladol® possui uma meia vida plasmática prolongada possibilitando uma única
administração diária. Graças às suas propriedades farmacodinâmicas e
farmacocinéticas, Cicladol® é adequado para tratamento de estados dolorosos
moderados e intensos.

 

Indicações:
Tratamento dos estados dolorosos agudos, como reagudização de dores reumáticas,
dor músculo esqueléticas, dismenorréia, cefaléia, dor pós-traumatismo e pós
operatória, odontalgia, afecções reumáticas articulares e extra articulares.

 

Contra-indicações:
Hipersensibilidade ao fármaco, úlcera gastroduodenal, gastrite, dispepsias, distúrbios
hepáticos e renais graves, insuficiência cardíaca grave, hipertensão arterial grave,
alterações hematológicas graves, presença de diátese hemorrágica, gravidez
confirmada ou presumível, período de aleitamento.

 

Precauções:
Em pacientes com anamnese de afecções do trato gastrointestinal o produto somente
deve ser administrativo sob rigoroso controle médico. Deve-se adotar especial cautela
também no tratamento de pacientes portadores de insuficiência cardiocirculatória,
hipertensão arterial, comprometimento da função hepática ou renal, alterações
hematológicas ou pregressas, asma brônquica e pacientes idosos. A exemplo do que
ocorre com outros fármacos de atividade análoga, foram observados em raros casos
elevação do nitrogênio uréico: estas elevações não se acentuam e no decorrer do
tratamento com o produto atingem um platô, retornando aos níveis iniciais assim que o
tratamento for interrompido. A elevação do nitrogênio uréico não esta associada a um
aumento dos níveis plasmáticos da creatinina.

 

Administração Durante a Gravidez e Aleitamento:
O medicamento é contra-indicado no caso de gravidez confirmada ou presumível e
durante o período de aleitamento.

Uso em Pediatria:
Não existe ainda experiência suficiente estabelecendo as indicações e posologia do
medicamento para crianças.

 

Interações Medicamentosas:
Existe a possibilidade de sensibilidade cruzada com o ácido acetilsalicílico ou outros
antiinflamatórios não hormonais. O complexo piroxicam β-ciclodextrina não deve ser
administrado a pacientes nos quais o ácido acetilsalicílico ou outros fármacos
antiinflamatórios não hormonais provocam sintomas de asma, rinite e urticária.
A exemplo do que ocorre com outros antiinflamatórios não hormonais, o fármaco reduz
a agregação plaquetária e prolonga o tempo de coagulação; esta eventualidade deve
ser lembrada ao se efetuar os testes hematológicos e exige vigilância se o paciente
estiver sob tratamento simultâneo com fármacos que inibem a agregação plaquetária.
O complexo piroxicam β-ciclodextrina não interfere, do ponto de vista farmacocinético,
com a digoxina e cimetidina e a taxa de sua absorção gástrica não parece ser
influenciada pela administração de hidróxido de alumínio. Por outro lado, não foram
constatadas incompatibilidades ou interações com os seguintes fármacos
administrados concomitantementes: cloroquina, calcitonina, broncodilatadores,
hipotensores, miorelaxantes, antibióticos, vitamina B12, vitamina D, antivertiginoos,
aminofilina, ansiolíticos, diuréticos, antiparkisonianos, tiroxina, hipoglicemiantes orais,
etc. O uso simultâneo com o lítio aumenta os níveis sangüíneos e a toxicidade do lítio.

 

Reações Adversas:
Os efeitos colaterais verificados e provavelmente atribuídos à ação do fármaco,
restringem-se, em geral, ao trato gastrintestinal. São, em síntese: náusea, pirose, dor
epigástrica, dispepsia, diarréia.
A incidência de tais efeitos indesejáveis, normalmente, é inferior à que se observa com
piroxicam não incluído no complexo. A permanência mais prolongada do produto ativo
e sua maior dispersão na luz gastrointestinal parecem, de fato, reduzir a intolerância
local no contato direto com a mucosa. Outros possíveis mais raros efeitos são: úlcera
gástrica com ou sem hemorragia, vômito, edema da face e mãos de natureza alérgica,
aumento da fotossensibilidade cutânea, alterações visuais, anemia aplástica,
pancitopenia, trombocitopenia, elevação dos índices das provas de função hepática,
icterícia, insuficiência renal aguda, retenção hídrica que pode se manifestar sob forma
de edema (especialmente nos tornozelos) ou distúrbios cardiocirculatórios
(hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva). De forma análoga ao piroxicam, em
casos isolados foram descritos úlceras gástricas com perfuração, síndrome de Stevens
Johnson, Síndrome de Lyell, agranulocitose, disfunção da vesícula biliar, choque e
sintomas premunitórios, insuficiência cardíaca aguda, estomatite, alopécia e alterações
do crescimento das unhas.

 

Posologia:
Comprimidos – 1 comprimido ao dia.
Em indivíduos idosos é possível reduzir a dose para a metade e limitar a duração do
tratamento. Superdosagem:
Em caso de superdosagem de Cicladol® recomenda-se uma terapêutica sintomática
de apoio.
nº do Lote, Data de Fabricação e Validade: VIDE CARTUCHO

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

FARMALAB Indústrias Químicas e Farmacêuticas Ltda.
Uma empresa do Grupo Chiesi Farmaceutici SpA.
Rua Dr. Giacomo Chiesi, nº 151 – Estrada dos Romeiros Km 39,2 – Santana de
Parnaíba – SP
CNPJ 61.363.032/0001-46 – ® Marca Registrada – Indústria Brasileira
Reg. MS nº 1.0058.0097 – Farm. Resp.: C.M.H.Nakazaki – CRF-SP nº 12.448
SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor): 0800-114525
www.chiesibrasil.com.br