Amoxicilina Suspensão Oral Genérico (Antibiótico)

Amoxicilina-MedleyBula do AMOXICILINA:

 

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Suspensões orais de 200 mg/5 ml e 400 mg/5 ml, embalagens contendo frascos de 100 ml, acompanhados de dosador.

 

USO PEDIÁTRICO

 

USO ORAL

COMPOSIÇÕES

Cada 5 ml da suspensão oral reconstituída contém:

amoxicilina (na forma triidratada) ……………….. 200 mg ………………………. 400 mg

veículo q.s.p. ……………………………………………… 5 ml ………………………….. 5 ml

(aroma de morango, benzoato de sódio, citrato de sódio diidratado, corante vermelho ponceau 4R, dióxido de silício coloidal, goma xantana, celulose microcristalina e carmelose sódica, sacarose, silicona, água deionizada).

 

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

Ação esperada do medicamento: este medicamento é um antibiótico usado no tratamento de infecções não-complicadas. ? Cuidados de armazenamento: conservar em temperatura ambiente (entre 15 – 30ºC). Proteger da umidade. A suspensão oral, após reconstituição, ficará estável por 14 dias à temperatura ambiente; portanto, ao terminar o tratamento, não guarde o frasco para futura reutilização após este prazo. ? Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem externa do produto. Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido. Pode ser prejudicial à sua saúde. ? Gravidez e lactação: caso ocorra gravidez durante ou logo após o tratamento com amoxicilina, suspenda a medicação e comunique imediatamente ao seu médico. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se estiver amamentando. ? Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Siga à risca o número de dias determinado pelo seu médico, mesmo que para isso seja necessário adquirir mais de uma embalagem do produto. Esta precaução irá prevenir uma reinfecção ou uma recaída. ? Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, mesmo que você (ou a criança) esteja sentindo-se melhor após os primeiros dias de tratamento. ? Reações adversas: informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como, dor na região do estômago, náusea, vômito, diarréia ou flatulência.

 

“TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.”

Ingestão concomitante com outras substâncias: a alimentação não interfere com a ação de amoxicilina, podendo o mesmo ser ingerido juntamente com alimentos. ? Contra-indicações e Precauções: o uso de amoxicilina é contra-indicado a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade à amoxicilina ou a outro tipo de penicilina.

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início,ou durante o tratamento. Nunca ofereça um medicamento para outra pessoa, pois pode não ser o mais adequado para ela, mesmo que os sintomas sejam parecidos com os seus.

 

Atenção diabéticos: contém açúcar.

Diabéticos: amoxicilina suspensão oral contém açúcar em sua formulação,portanto, não deve ser utilizada por pacientes diabéticos. “NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.”

 

CONTRA-INDICAÇÕES
A amoxicilina é uma penicilina e não deve ser administrada a pacientes hipersensíveis à penicilina, nos casos de infecções por Staphylococcus penicilino-resistentes e nas produzidas por bacilo piociânico, ricketsias e vírus. Deve-se dedicar atenção à possível sensibilidade cruzada com outros antibióticos beta-lactâmicos, como por exemplo, as cefalosporinas.

 

Uso na lactação

A amoxicilina pode ser administrada durante a lactação. Com exceção do risco de sensibilidade associada à excreção de quantidades mínimas de amoxicilina no leite materno, não existem efeitos nocivos conhecidos para o bebê.

 

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
A probenecida reduz a secreção tubular renal de amoxicilina. O uso concomitante com amoxicilina pode resultar em níveis aumentados e prolongados de amoxicilina no sangue. Em comum com outros antibióticos de amplo espectro, a amoxicilina pode reduzir a eficácia de contraceptivos orais. As pacientes devem ser apropriadamente advertidas. Os seguintes fármacos bacteriostáticos podem interferir nos efeitos bactericidas das penicilinas: cloranfenicol, eritromicina, sulfamidas e tetraciclinas. A administração simultânea de alopurinol, durante o tratamento com amoxicilina, pode aumentar a probabilidade de reações alérgicas da pele. O prolongamento do tempo de protrombina foi raramente relatado em pacientes recebendo amoxicilina. A monitoração apropriada deve ser realizada quando anticoagulantes forem prescritos simultaneamente. A absorção da digoxina, quando usada concomitantemente, pode ser aumentada durante o tratamento com amoxicilina. Recomenda-se que, ao realizar testes para verificação da presença de glicose na urina durante o tratamento com amoxicilina, sejam usados métodos de glicose oxidase enzimática. Devido às altas concentrações urinárias de amoxicilina, leituras falso-positivas são comuns com métodos químicos.

 

INTERAÇÕES ALIMENTARES

A alimentação não interfere com a ação da amoxicilina podendo a mesma ser ingerida juntamente com alimentos.

 

REAÇÕES ADVERSAS
Efeitos colaterais, assim como com outras penicilinas, são incomuns, e principalmente de natureza leve e transitória. Reações de hipersensibilidade: se ocorrer qualquer reação de hipersensibilidade, o tratamento deve ser descontinuado. Erupções de pele, prurido e urticária foram ocasionalmente relatadas. Foram raramente relatadas reações de pele, tais como eritema multiforme e Síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica e dermatite bolhosa e esfoliativa. Assim como com outros antibióticos, reações alérgicas graves, incluindo edema angioneurótico, anafilaxia (veja o item Advertências), doença do soro e vasculite de hipersensibilidade foram raramente relatadas. Nefrite intersticial pode ocorrer raramente. Reações gastrintestinais: os efeitos incluem náusea, vômito e diarréia.Candidíase intestinal e colite associada a antibióticos (incluindo colite pseudomembranosa e colite hemorrágica) foram raramente relatadas. Efeitos hepáticos: um aumento moderado em AST e/ou ALT foi ocasionalmente observado, mas a significância do fato não está clara. Assim como com outros antibióticos beta-lactâmicos, hepatite e icterícia colestática foram raramente relatadas. Efeitos hematológicos: da mesma forma que com outros antibióticos beta-lactâmicos, leucopenia reversível (incluindo neutropenia grave ou agranulocitose), trombocitopenia reversível e anemia hemolítica foram raramente relatadas. Prolongamentos do tempo de sangramento e do tempo de protrombina também foram raramente relatados (veja o item Advertências). Efeitos sobre o sistema nervoso central (SNC): os efeitos sobre o SNC foram raramente observados e incluem hipercinesia, vertigem e convulsões. As convulsões podem ocorrer em pacientes com função renal prejudicada ou naqueles recebendo altas doses de amoxicilina. Efeitos diversos: descoloração superficial dos dentes foi raramente relatada e, na maioria dos casos, após o uso da suspensão oral. A descoloração geralmente pode ser removida pela escovação.

 

POSOLOGIA E MODO DE USAR
A dose diária habitualmente recomendada é: ? 25 mg/kg/dia em infecções leves a moderadas (infecções do trato respiratório superior; ex.: tonsilite recorrente, infecções do trato respiratório inferior e infecções da pele e dos tecidos moles). ? 45 mg/kg/dia para o tratamento de infecções mais sérias (infecções do trato respiratório superior; ex.: otite média e sinusite; infecções do trato respiratório inferior, ex.: broncopneumonia e infecções do trato urinário).
As tabelas abaixo fornecem instruções para o uso em crianças.(ver com farmacêutica) A experiênciac om amoxicilina suspensão oral é insuficiente para embasar recomendações de doses para crianças abaixo de 2 meses de idade. Bebês com função renal imatura – para crianças com função renal imatura, a amoxicilina suspensão oral 200 mg/5ml não é recomendada. Insuficiência renal – para pacientes com TFG > 30 ml/min, nenhum ajuste nas doses é necessário. Para pacientes com TFG < 30 ml/min, a amoxicilina não é recomendada. Insuficiência hepática – administrar com cautela; monitorar a função hepática em intervalos regulares. No momento, as evidências são insuficientes para servirem de base para uma recomendação de doses.

Método de administração: Para preparar a suspensão, coloque água filtrada até a marca indicada no rótulo e agite bem o frasco, até que o pó se misture totalmente com a água. Verifique se a mistura atingiu a marca; do contrário, complete com a água até a marca e torne a agitar o líquido para que se forme uma suspensão homogênea.

 

AGITE A SUSPENSÃO ANTES DE USAR.

Para minimizar uma potencial intolerância gastrintestinal, administre no início da refeição. A absorção de amoxicilina é otimizada quando administrado no início da refeição. A duração do tratamento deve ser apropriada para a indicação e não deve exceder 14 dias, a não ser que haja revisão por parte do médico.

 

MODO DE PREPARO DA SUSPENSÃO ORAL
A amoxicilina suspensão oral deve ser preparada da seguinte forma: 1. Agite o frasco VIGOROSAMENTE para dispersar o pó. 2. Abra o frasco e adicione água filtrada com cuidado, até a ponta da seta assinalada no rótulo. 3. Agite o frasco novamente. Deixe a suspensão repousar por alguns instantes. 4. Verifique se a mistura atingiu a marca indicada no rótulo. Do contrário,complete com água até a marca e torne a agitar o líquido para que se forme uma suspensão homogênea. 5. Coloque o adaptador no frasco e verifique se foi bem encaixado. 6. Insira a seringa dosadora no adaptador e puxe o êmbolo até a dose (ml) prescrita pelo seu médico. Feche bem o frasco e lave a seringa dosadora após o uso. 7. Após a reconstituição, a suspensão oral é válida por 14 dias, devendo ser conservada em temperatura ambiente (entre 15 e 30C). Depois deste período a quantidade restante deve ser descartada. 8. Lembre-se de agitar bem o frasco antes de cada nova administração.

 

SUPERDOSE
É pouco provável que, em caso de superdose com amoxicilina, ocorram problemas.Caso ocorram, provavelmente serão sintomas gastrintestinais tais como náusea, vômito e diarréia. Nestes casos, o tratamento deve ser sintomático, com atenção ao equilíbrio hidroeletrolítico. Durante a administração de altas doses de amoxicilina, uma ingestão adequada de líquidos e eliminação urinária têm de ser mantidos, a fim de minimizar a possibilidade de cristalúria causada pela amoxicilina.A amoxicilina pode ser removida da circulação por hemodiálise.

 

PACIENTES IDOSOS
As penicilinas têm sido empregadas em pacientes idosos e nenhum problema específico foi documentado até o presente momento. Entretanto, pacientes idosos são mais susceptíveis a apresentarem insuficiência renal relacionada à idade, fato este que pode requerer um ajuste na dose do medicamento.

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Data de fabricação, prazo de validade e nº do lote: vide cartucho.

Medley S.A. Indústria Farmacêutica

Rua Macedo Costa, 55 – Campinas – SP

CNPJ 50.929.710/0001-79 – Indústria Brasileira

Produzido por: MEDLEY S.A. Indústria Farmacêutica

Rua São Policarpo, 100 – Sumaré – SP